Campanha do Conselho Solar Global – Global Solar Council (GSC):

Benefícios para a sociedade

A segurança energética vem sendo incorporada em muitas agendas nacionais à medida que o mundo reconhece a necessidade da geração de energia limpa e sustentável. Com muitos países buscando a independência energética por meio da energia solar, surgem novas oportunidades ao redor de todo o mundo e muitas vantagens decorrentes dessa mudança.

A energia solar possui vínculo significativo com o desenvolvimento de cidades inteligentes e contribui para o desenvolvimento de modelos energéticos sustentáveis em todo o mundo.

A redução dos custos com energia elétrica e as emissões de gases de efeito estufa evitadas são apenas alguns dos inúmeros benefícios da dessa fonte limpa e renovável. Com a geração distribuída solar fotovoltaica, está cada vez mais acessível ter uma fonte de geração própria de energia renovável que não agride o meio ambiente e não emite barulho, o que é ideal quando falamos de instalações nos telhados das residências.

Continue lendo para conhecer os benefícios sociais tangíveis da adoção da energia solar!

Acesso à energia para todas as comunidades

Em novembro de 2022, o planeta deverá alcançar a marca de 8 bilhões de pessoas. Acredita-se que o continente africano duplique sua população até 2050, para quase 2,5 bilhões de habitantes, e, metade dessa população terá menos de 25 anos. Praticamente 1 em cada 4 pessoas no mundo viverá na região subsaariana em 2050. Já em 2023, a Índia deve se tornar o país mais populoso do mundo.

Segundo a Agência Internacional de Energia (AIE), 770 milhões de pessoas ainda viviam sem acesso à eletricidade em 2019, 75% delas na África Subsaariana.

Essas estimativas despertam questões urgentes sobre como garantir boas condições de vida em meio a essas mudanças demográficas. Lembrando que sem acesso à energia, não há desenvolvimento. Portanto, a energia solar mostra-se ainda mais relevante e necessária para o desenvolvimento dessas regiões.

Da geração centralizada à distribuída e a off-grid, a energia solar fotovoltaica é capaz de levar eletricidade para as áreas mais remotas do mundo, com custos razoáveis e estáveis, além de proporcionar desenvolvimento para centenas de milhões de pessoas. De fato, a África e a Índia abrigam alguns dos maiores potenciais de energia solar do Planeta, e fonte se apresenta em ótima posição para ajudar no atendimento ao gigantesco aumento da demanda de energia já prevista nos próximos anos, devido ao crescimento econômico e populacional.

Com as crescentes necessidades energéticas, os sistemas fotovoltaicos poderão viabilizar progressos na educação, agricultura, culinária e refrigeração, ao mesmo tempo em que liberam renda para as famílias e geram receita para os empreendedores desse setor.

Desbloqueio do desenvolvimento de comunidades energéticas e cidades inteligentes

Atualmente, o mundo está passando por altos níveis de urbanização: em 2050, cerca de 66% da população mundial viverá em cidades urbanas. Essas cidades representam cerca de 2% da área do planeta, mas consomem cerca de 75% da energia no mundo e geram mais de 70% das emissões dos gases de efeito estufa relacionados à energia.

Ao mesmo tempo, as cidades urbanas são peças-chave na batalha contra mudanças climáticas, pois podem definir metas climáticas e de energia renovável, emitir regulamentos para a transição dos combustíveis fósseis – impondo a adoção de energias renováveis em estabelecimentos, operar suas próprias usinas e gerar enormes economias no consumo de energia e dedicar recursos a financiamentos.

A ação mais importante para as cidades é a descarbonização por meio de energia renovável de geração distribuída, e a energia solar fotovoltaica é a solução mais promissora nesse sentido. A modalidade tem um papel fundamental para o desenvolvimento de comunidades de energia e cidades inteligentes, pois sua flexibilidade permite aproveitar sinergias com a arquitetura dos edifícios urbanos e o desenvolvimento de redes inteligentes. A produção e o consumo de eletricidade vão mudar drasticamente e a solar é um impulsionador fundamental desse processo.

Transporte mais limpo e barato

Para além do setor de energia elétrica, a tecnologia fotovoltaica tem a capacidade de apoiar a eletrificação de outros setores, como o transporte.

Como um todo, ele responde pela maior parcela do consumo final de energia (36% em 2019, segundo a AIE), sendo o setor com maior dependência de combustíveis fósseis e também responsável por 37% das emissões de CO2 dos setores de uso final.

Especialmente nas cidades, a implantação de energia solar distribuída tem externalidades positivas significantes para a eletrificação dos transportes. Há uma ligação direta, de fato, do excesso de energia solar produzida nos telhados dos edifícios e nas estações de carregamento de veículos privados e públicos. Da mesma forma, se estacionamentos estiverem equipados com energia solar no telhado, poderá haver fornecimento de energia limpa em excesso para casas, empresas e prédios públicos durante o dia.

Assim, a eletrificação do setor de transporte significa menor dependência de combustíveis fósseis e ambientes mais limpos, mas também menores custos de reabastecimento e manutenção dos veículos.

Uma economia verde em expansão

Aumentar a capacidade mundial de geração de energia renovável é o ponto-chave na transição energética sustentável e contribui para o desenvolvimento de novos arranjos econômicos. Por meio do avanço da energia solar, a indústria verde deverá apresentar um crescimento acentuado, criando milhões de empregos em todo o mundo e ampliando setores de trabalho mais inclusivos.

As previsões de emprego da Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA) indicam que a indústria de energia solar fotovoltaica é e continuará sendo a maior empregadora no setor de energias renováveis, gerando 20 milhões de empregos solares até 2050. Mais energia solar significa também mais inovações nas cidades. Juntas, essas mudanças, levam ao crescimento econômico em grande escala.

A segurança energética está a um módulo de distância

Os custos de energia seguem tendências de crescimento em um ritmo alarmante. Com base em análises recentes, esses custos aumentaram mais de 20% apenas no primeiro semestre de 2022.

Os impactos causados pela pandemia sobre as economias do mundo todo e agravados pelo conflito na Ucrânia mostraram claramente que uma mudança para fontes de energia renováveis é uma necessidade, a fim de evitar riscos associados à dependência de combustíveis fósseis e garantir o suprimento energético às sociedades por meio de energia limpa e sustentável por muitos anos.

A energia solar, em particular, está disponível gratuitamente em todos os lugares. Na verdade, o sol é capaz de fornecer energia que excede a demanda global. A implantação acelerada de geração distribuída de fonte solar fotovoltaica pode garantir o suprimento energético de muitos países e sociedades que vislumbram alcançar a verdadeira independência por meio de energia limpa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.